WWF Brasil - Hora do Planeta acontece pela primeira vez no arquipélago de Fernando de Noronha

Hora do Planeta acontece pela primeira vez no arquipélago de Fernando de Noronha



12 Abril 2017  | 
Contação de histórias do Seu David no Auditório do Projeto Tamar
© WWF-BrasilEnlarge
As luzes do Palácio do Governo Noronhense, monumento imponente no centro histórico do arquipélago, se apagaram pontualmente às 20h30 (horário local) do dia 25 de março, por uma hora. A Administração aderiu à Hora do Planeta, assim como o Projeto Tamar e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que desligou as luzes do seu prédio e dos quiosques do Parque Nacional Marinho. Já o WWF-Brasil organizou um evento a luz de velas e convidou o Seu David, morador mais antigo, com 85 anos, para contar suas histórias, que foram criteriosamente selecionadas durante tardes de visitas a sua casa.
 
Uma delas foi sobre o primeiro gerador de energia da ilha, que funcionava durante o dia e à noite não havia luz. Seu David também contou a lenda da Alamoa, uma mulher loira vestida de branco que pedia carona na estrada e depois desaparecia quando era perguntada sobre seu destino.

Ele ainda contou como nasceu o Morro do Pico, ponto mais alto do arquipélago. Quando foi guia de um fazendeiro que contava muitas histórias e mentiras, como a que vendia bois por hora, ou que viajava horas em seu monomotor por suas fazendas, Seu David lhe disse que o Morro era muito pequeno e que ele mesmo ia lá regá-lo todos os dias, até que se tornou o que é hoje.

Antes dos relatos mágicos do Seu David, Rafael Ferraz, do WWF, fez uma introdução sobre eficiência energética na ilha, pegada ecológica e o histórico da Hora do Planeta. Que esse seja o início de uma vida longa de HPs em Noronha!
Contação de histórias do Seu David no Auditório do Projeto Tamar
© WWF-Brasil Enlarge
Rafael Ferraz, do WWF Brasil, e seu David
© WWF-Brasil Enlarge
As velas foram espalhadas por todo o auditório
© WWF-Brasil Enlarge

Comentários

blog comments powered by Disqus