“O bom uso da madeira pode ser a base para a promoção de um desenvolvimento social e sustentável”, diz especialista | WWF Brasil

“O bom uso da madeira pode ser a base para a promoção de um desenvolvimento social e sustentável”, diz especialista



08 Novembro 2016   |  
Palestras prosseguem no mês de novembro, com dois novos convidados no dia 25 deste mês
Palestras prosseguem no mês de novembro, com dois novos convidados no dia 25 deste mês
© Alan Santos / Casapark
O uso responsável da madeira em sistemas construtivos e as possibilidades de utilizá-la como ferramenta de promoção de desenvolvimento social e ambiental foram os motes da segunda etapa do ciclo de palestras “Madeira na Construção – Material do Futuro”, promovido pelo WWF-Brasil e pelo shopping CasaPark em Brasília (DF).

Ocorrida na última semana de outubro, esta segunda etapa contou com palestras que trataram do tema “Madeira Tropical e Desenvolvimento Sustentável” e com visitas técnicas, que conduziram os participantes à sede original do Iate Clube de Brasília e ao Clube do Congresso – dois espaços que utilizam madeira em sua composição e que podem servir de inspiração aos jovens arquitetos, engenheiros e urbanistas participantes das atividades.  

Assista aqui ao vídeo "Por que usar madeira na construção?"

Potencial

A primeira palestra, que aconteceu no auditório da Livraria Cultura do shopping CasaPark, foi proferida pelo arquiteto, urbanista e professor Marcos Acayaba. Um dos maiores arquitetos brasileiros com projeção internacional, Acayaba fez um apanhado de vários projetos seus. A Residência Olga, inaugurada em 1991, feita em madeira, é uma das grandes obras dele, muito divulgada dentro e fora do Brasil e prova do potencial da madeira como matéria-prima para os processos construtivos. 

A outra palestra foi proferida pelo engenheiro Júlio Eustáquio. Ele também apresentou seus projetos – que tem, como diferencial, o fato de terem sido realizados em áreas protegidas ou com condições geográficas bem distintas, como o Atol das Rocas, a Antártida e Fernando de Noronha. Ele explicou como teve que lidar com questões como mar, salinidade e com o fato de executar obras em lugares onde as condições não eram as mais favoráveis e com uma boa dose de experimentação.

Utilizada da maneira adequada, a madeira reduz o tempo de construção; promove a diminuição do tempo e de resíduos no canteiro de obras e dá efeito visual diferenciado às estruturas que compõe. Ela também é um material mais leve e de fácil manuseio.

Além disso, a madeira pode ajudar na gestão e conservação das florestas brasileiras; auxilia na manutenção da biodiversidade e é uma ferramenta no combate aos prejuízos causados pelas mudanças climáticas – a madeira estoca carbono que seria lançado na atmosfera e agravaria os problemas climáticos existentes hoje.

Desenvolvimento

Para uma das organizadoras da atividade, a arquiteta LEED Alessandra Barassi, este ciclo de palestras surgiu para mostrar como a madeira, se bem utilizada nos sistemas construtivos, pode ajudar a promover o desenvolvimento social e sustentável.

“O uso responsável da madeira protege as florestas e pode gerar renda em comunidades tradicionais. Ele pode vir a ser a base para a promoção de um desenvolvimento social e sustentável”, afirmou Alessandra. 

Programação

O ciclo de palestras continua em novembro. No dia 25, ocorre o momento chamado “Altas Tecnologias em Madeira”, que vai contar com palestras de Jaime Almeida e Ivo Mairenes, no auditório da Livraria Cultura do Casapark. No dia 26, acontecem as visitas técnicas, que desta vez vão ao Parque de Exposições da Granja do Torto e ao Centro de Pesquisas e Aplicação de Bambus e Fibras Naturais – esta visita vai contar ainda com a presença do professor convidado Ivan do Vale. Mais informações, assim como as inscrições para esses eventos, podem ser obtidas pelo e-mail contato@spirale.arq.br.  
Palestras prosseguem no mês de novembro, com dois novos convidados no dia 25 deste mês
Palestras prosseguem no mês de novembro, com dois novos convidados no dia 25 deste mês
© Alan Santos / Casapark Enlarge
A Residência Olga, inaugurada em 1991, é uma das obras brasileiras feitas em madeira mais famosas do País
A Residência Olga, inaugurada em 1991, é uma das obras brasileiras feitas em madeira mais famosas do País
© Divulgação/ ITA Construtora Enlarge
Cerca de 30 pessoas participaram das visitas técnicas, que foram à sede original do Iate Clube de Brasília e ao Clube do Congresso
Cerca de 30 pessoas participaram das visitas técnicas, que foram à sede original do Iate Clube de Brasília e ao Clube do Congresso
© WWF-Brasil/ Ana Paula Silva Enlarge
Durante as visitas técnicas, os participantes visitaram locais construídos com madeiras para ter contato com técnicas e procedimentos específicos
Durante as visitas técnicas, os participantes visitaram locais construídos com madeiras para ter contato com técnicas e procedimentos específicos
© WWF-Brasil/ Ana Paula Silva Enlarge
Os organizadores e palestrantes, da esquerda para a direita: Roberto Lecomte, Marcos Acayaba, Júlio Eustáquio e Ricardo Russo, do WWF-Brasil
Os organizadores e palestrantes, da esquerda para a direita: Roberto Lecomte, Marcos Acayaba, Júlio Eustáquio e Ricardo Russo, do WWF-Brasil
© Alan Santos / Casapark Enlarge

Comentários

blog comments powered by Disqus