As espécies e o clima | WWF Brasil

As espécies e o clima



As espécies e o clima

Em 2007, o IPCC - Painel Intergovernamental de Mudança Climática, alertou que até 30% das espécies do planeta enfrentam um risco crescente de desaparecerem se a temperatura global aumentar em 2ºC. Inúmeras pesquisas realizadas pela Rede WWF apontam que poucos estarão imunes aos efeitos do aquecimento global, que, futuramente, poderá ser considerado a principal causa da extinção de espécies no século XXI. A situação se agrava nas espécies que já são fortemente pressionadas pela ação humana, como pingüins, onças-pintadas, jequitibá, imbuia, entre tantas outras.

Você sabia que...

  • Muitas espécies de plantas e animais são extremamente sensíveis a pequenas alterações nas condições ambientais, como temperatura e umidade? E que as mudanças climáticas colocam em risco milhões de espécies em nosso planeta, podendo gerar extinções em massa durante este século?
     
  • As mudanças climáticas poderão provocar alterações dramáticas em diversos ecossistemas de nosso planeta, como as florestas tropicais, as geleiras dos pólos e os recifes de corais?
     
  • Um aumento da temperatura do planeta entre 2 e 3 ºC poderia colocar em risco 43% das florestas e suas espécies, e que 40% das florestas da Amazônia poderiam se transformar em ambientes com estrutura similar a de um cerrado muito mais pobre em diversidade de espécies?
     
  • Mais de 70 espécies de sapos tropicais estão sendo dizimadas pela ação de um fungo que se beneficia de temperaturas mais altas em nosso planeta?
     
  • Processos migratórios e reprodutivos de várias espécies de mamíferos, pássaros, peixes, répteis, insetos e plantas poderão mudar dramaticamente com o aquecimento global, com conseqüências imprevisíveis para sua sobrevivência?
     
  • O aumento de temperatura das águas dos oceanos pode provocar impactos severos no fitoplâncton, que é o primeiro elo da cadeia alimentar marinha, e que isso pode afetar significativamente as populações de peixes e a pesca nos trópicos?
     
  • O aquecimento global poderá provocar grandes impactos nas populações de tartarugas marinhas, já que elas desovam nas praias, que serão afetadas pelo aumento do nível do mar? E que o aumento de temperatura da Terra pode provocar um desequilíbrio na proporção entre machos e fêmeas de uma mesma espécie, já que a determinação do gênero destes animais se dá pela temperatura da areia da praia durante a incubação dos ovos - temperaturas mais quentes geram fêmeas, e mais frias geram machos?
     
  • O aquecimento global coloca em risco crescente pelo menos quatro espécies de pingüins da Antártica?
     
  • 20% das áreas protegidas que abrigam os elefantes africanos podem tornar-se climaticamente inviáveis para a sobrevivência desta espécie em 2080?
 
© © James Frankham / WWF
Darwin aponta a redução dos alimentos como um dos principais fatores das alterações climáticas.
© © James Frankham / WWF
Para evitar a ocorrência e o aumento dessas previsões catastróficas é preciso frear o aquecimento global o quanto antes. A assinatura de um novo acordo global de clima capaz de manter o aumento da temperatura do planeta abaixo dos 2ºC é essencial.

Você pode fazer a sua parte. Participe da campanha TicTacTicTac, por um novo acordo global de clima justo e eficiente.

Saiba mais sobre as negociações internacionais e o novo acordo global de clima.
DOE AGORA
DOE AGORA