Feiras Rio Alimentação Sustentável: o melhor da produção sustentável do Rio de Janeiro durante os Jogos | WWF Brasil

Feiras Rio Alimentação Sustentável: o melhor da produção sustentável do Rio de Janeiro durante os Jogos



12 Agosto 2016   |  
Aliança de organizações promove feiras livres da agricultura familiar do estado do Rio de Janeiro.
© WWF-Brasil
As Feiras Rio Alimentação Sustentável acontecem entre os dias 12 a 14 de agosto, simultaneamente em duas praças da cidade: Largo do Machado e Praça do Ó, das 09h às 17h. O evento traz ofertas de diversos produtos certificados, nativos do Brasil e produzidos de forma responsável, além de promover o contato do público com produtores da agricultura familiar do Estado do Rio de Janeiro. 

Formada por uma aliança de 35 organizações da sociedade civil, governo, instituições de pesquisa e os principais selos de certificação, sob coordenação do WWF-Brasil e da Conservação Internacional (CI-Brasil), a iniciativa Rio Alimentação Sustentável desenvolve estratégias para o fomento da cadeia de alimentos saudáveis e sustentáveis no Brasil. “No momento em que o Rio de Janeiro recebe os Jogos Olímpicos, além dos cariocas, milhares de visitantes poderão conhecer o que é produzido na região de forma sustentável e justa”, lembra Rodrigo Medeiros, vice-presidente da CI-Brasil.

Estrela da feira, a agricultura familiar do estado do Rio de Janeiro vem representada em produtos do hortifrúti, muitos com certificação de orgânicos, além de doces como as tradicionais bananadas, goiabadas, melados e cocadas. As comunidades quilombolas do estado participam trazendo produtos do artesanato típico.

“As feiras livres são uma ótima oportunidade para comprar produtos de qualidade, orgânicos, certificados e com preço acessível, além de ser um rico espaço para a troca de conhecimentos com os produtores locais”, explica Frederico Machado, especialista em conservação no WWF-Brasil e membro da Secretaria Executiva da Rio Alimentação Sustentável.

Da agroindústria de Nova Friburgo, a feira conta com geleias variadas de frutas com pimenta, além de antepastos, caponatas e chutneys. Já o Quintal da Vanessa, em Campo Grande, Zona Oeste do Rio, investe no inhame para desenvolver uma linha de processados totalmente orgânicos, feitos com ingredientes naturais sem glúten, lactose, açúcar e manteiga e, claro, sem conservantes ou aditivos químicos. O resultado são o leite, requeijão e o pão de inhame. A barraca da Vanessa vai trazer também espécies nativas da biodiversidade brasileira como o Ora-Pro-Nóbis, tipo de cactos rico em proteínas e delicioso em pratos típicos da culinária mineira.

O evento busca privilegiar também produtos que atendam a restrições alimentares sem abrir mão do sabor. A Cultivar Alimentos, com sede em Santa Teresa, bairro central do Rio de Janeiro, traz sua linha de paçocas, tapiocas, pães, bolos, e biscoitos sem glúten.

Entre as opções gastronômicas, sanduíches vegetarianos, quiches, bolos e tortas vivas. Para beber, cachaças de Paty do Alferes.

A Embrapa, membro da Rio Alimentação Sustentável, exibe seus alimentos biofortificados. O processo consiste no incremento de nutrientes em alimentos como feijão, batata-doce e milho pelo processo de cruzamento de plantas da mesma espécie. Com a pesquisa e o desenvolvimento liderados pela Embrapa no Brasil, esses alimentos mais nutritivos vem atraindo a atenção de novos consumidores, inclusive de esportistas.

Visão Alimentar

Parceira do Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016, a Rio Alimentação Sustentável contribuiu na elaboração da política oficial de aquisição de alimentos das Olimpíadas, a partir de um diagnóstico nacional da oferta de produtos que obedecem a critérios de produção responsáveis. Foram levantados cerca de seis mil fornecedores em atividade no país, organizados por tipo de produtos ofertados, local de produção, certificações que possuem e capacidade de fornecimento. O resultado foi o maior banco de dados de fornecedores sustentáveis do Brasil.

“Alimento saudável e sustentável é aquele que preserva a biodiversidade, evita danos aos recursos naturais, proporciona benefícios sociais, promove a saúde da população e o comércio justo” explica Frederico Machado. “Criamos um conceito de visão alimentar que traz uma abordagem inovadora, levando em conta todas as etapas da cadeia produtiva de um dado alimento, desde o plantio, passando pela colheita, armazenagem, processamento, transporte, comercialização, consumo até o descarte dos resíduos”, complementa Frederico.

A realização das feiras Rio Alimentação Sustentável é uma parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico Solidário (SEDES/Prefeitura do Rio de Janeiro) e com o Programa Rio Rural, da Secretaria de Agricultura do Estado do Rio de Janeiro. O Ministério do Meio Ambiente, por meio do Projeto Biodiversidade para Alimentação e Nutrição, é apoiador.

Serviço:
Feiras Rio Alimentação Sustentável
Largo do Machado (Flamengo) e Praça do Ó (Barra da Tijuca).
12, 13 e 14 de agosto, das 9h às 17h
Entrada livre.

Quem somos

A Rio Alimentação Sustentável conta com representantes de ministérios, secretarias do estado e do município do Rio de Janeiro, empresas públicas, academia, organizações de base comunitária, dos principais selos de certificação e de organizações da sociedade civil.

Participam as seguintes organizações: Aliança da Terra; Aquaculture Stewardship Council; Associação Dos Agricultores Biológicos  do Estado Do Rio De Janeiro (Abio), Associação Dos Produtores Orgânicos de Areal; Biodiversidade para Alimentação e Nutrição; Bonsucro; Ceasa; Embrapa; Fairtrade Brasil; FIPERJ - Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro; Forest Stewardship Council (FSC); Gastromotiva; Imaflora; Instituto Çarakura; Instituto Centro de Vida (ICV); Instituto Kairós; Instituto Maniva; Instituto-E; Iseal Alliance; Ministério do Meio Ambiente; MSC – Marine Stewardship Council; PESAGRO - Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado do Rio de Janeiro; Planeta Orgânico; Rare; Rio Cidade de Comércio Justo; SEBRAE; Secretaria de Agricultura e Pecuária- Governo do Rio de Janeiro; Secretaria de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca - Governo do Rio de Janeiro; Secretaria Especial de Desenvolvimento Econômico Solidário - Prefeitura do Rio de Janeiro; SindRio - Sindicato de Hotéis Bares e Restaurantes; Sociedade Nacional de Agricultura e Sociedade Vegetariana Brasileira.

Mais informações sobre a iniciativa e suas ações:
http://rio-alimentacaosustentavel.org.br
Facebook: Rio Alimentação Sustentável.

Contato para imprensa:
Juliana Tinoco – 21 9 92007632 – tinocojuliana@gmail.com  
Aliança de organizações promove feiras livres da agricultura familiar do estado do Rio de Janeiro.
© WWF-Brasil Enlarge
Evento reúne produtos certificados e gastronomia típica.
© WWF-Brasil Enlarge

Comentários

blog comments powered by Disqus